Cafu faz acordo e suspende venda de mansão de R$ 27 milhões em leilão

O ex-jogador Cafu conseguiu suspender o leilão que o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) faria no último dia 6 de setembro para negociar uma mansão onde mora em Alphaville, no município de Barueri (SP), no valor de R$ 27,4 milhões. A informação é do jornal Extra. O lance mínimo era de R$ 10 milhões, menos de 50% do valor da casa.

Cafu recorreu da decisão na Justiça e o leilão foi suspenso por tempo indeterminado. O imóvel está hipotecado como garantia de empréstimo feito pela Capi-Penta International Football Player LTDA, empresa do jogador e de sua ex-mulher, Regina Feliciano, homenageada após a vitória contra a Alemanha na final da Copa do Mundo de 2002.

O processo judicial levantou suspeita sobre a situação financeira do bicampeão mundial. Porém, Cafu nega que esteja "quebrado". Em 2022, as dívidas de Cafu eram estimadas em R$ 11 milhões. A maioria dos processos é movido pela Vob Cred Securitizadora S/A e seu proprietário, Valentim Osmar Barbizan.

"Fui ajudar um grande empresário aqui de São Paulo. Emprestei a ele a minha imagem, emprestei algumas coisas, e acabou gerando essa dívida por confiar nessa pessoa", afirmou o ex-jogador, em entrevista ao programa "Domingo Espetacular", da TV Record.

"Tenho o problema dessa dívida, vai ser solucionado. Com meu suor, meu trabalho e minha dedicação, nós vamos resolver isso. O mais importante é você saber dar a volta por cima. Nunca deixei o problema ser maior do que eu", afirmou

A imponente mansão de Cafu conta com mais de 3.200 m², com campo de futebol, churrasqueira, piscinas, sauna, jardim, salão de jogos e espaço para festas. O imóvel tem, ainda, seis suítes com banheira, escritório, academia, elevador e uma sala de troféus. Na garagem, há espaço para até oito carros.

Leia Também: Carlo Ancelotti ignora críticas: "Se tivesse de responder a todas..."

×