Da goleada à crise: Santos retorna à Vila Belmiro após um mês e em fase terrível

https://static.gazetaesportiva.com/uploads/53732095131_bf0e5e1466_o-1024x819.jpg

Nesta quarta-feira, o Santos volta a entrar no gramado da Vila Belmiro após exatamente um mês. A última vez que a equipe jogou no seu estádio foi no dia 19 de maio de 2024, quando goleou o Brusque, por 4 a 0, pela Série B. Dali em diante, muita coisa mudou.

O Peixe reencontrará sua casa nesta quarta, diante do Goiás, em situação completamente distinta. A equipe de Fábio Carille vem de quatro derrotas consecutivas na Segunda Divisão. A sequência negativa tirou o Peixe do G4 do torneio e instaurou uma crise.

No dia 19 de maio, quando goleou o Brusque, o Santos era líder da Série B, com 15 pontos. Quatro rodadas depois, os comandados de Fábio Carille têm a mesma pontuação, mas agora ocupam o sétimo lugar da tabela.

Neste período, o Peixe foi superado por América-MG, Botafogo-SP, Novorizontino e Operário. O único compromisso como mandante foi diante do Pantera, jogo este que foi levado para Londrina, no Paraná.

O Santos também tava baixas significativas neste intervalo de tempo. O goleiro João Paulo, por exemplo, sofreu uma ruptura total do tendão de Aquiles do tornozelo esquerdo, teve que passar por cirurgia e não deve jogar mais na atual temporada.

Em contrapartida, Pedrinho, Guilherme e Furch voltaram do DM e estão à disposição de Carille. A expectativa, aliás, é que o trio seja titular diante do Goiás, nesta quarta-feira, às 19h (de Brasília), pela 11ª rodada da Série B.

Para a partida, o Santos ainda não terá a Vila Belmiro cheia. O clube ainda cumpre punição no STJD e terá que jogar com uma parte do estádio interdidata. O setor destinado às organizadas ficará fechado e irá reduzir a capacidade em 20%.

Com o Peixe mergulhado na crise, o jogo também deve definir o futuro de Fábio Carille. O treinador está pressionado no cargo e pode não resistir em caso de novo tropeço. Há ainda o temor de protestos da torcida caso a equipe empate ou perca em casa.

Para superar a má fase, Carille conta com o aproveitamento do Santos na Vila Belmiro nesta temporada. A equipe fez dez partidas no estádio, com oito vitórias, um empate e apenas uma derrota. Foram 21 gols marcados e seis sofridos.

O post Da goleada à crise: Santos retorna à Vila Belmiro após um mês e em fase terrível apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

×